Dicas para escrever melhor

Escrever_tumblr

Muitas pessoas me pergunto como faço para ter facilidade de escrever. Sinceramente acho que algumas pessoas simplesmente tem mais afinidade com as letras do que outras, mas isso não quer dizer que as que não têm não possam melhorar. É como tocar algum instrumento: algumas pessoas sabem tirar músicas de ouvido, outras precisam treinar bastante para adquirir essa habilidade.

Independentemente do treino, porém, existem algumas coisas que são fundamentais para que se escreva bem, com argumentos bons e interessantes. Com o vestibular, muita gente acredita que escrever é uma coisa chata, mecânica e obrigatória, que não leva a nada e nem traz benefícios.

É aí que você se engana, calango.  Toda pessoa precisa de uma saída da rotina do dia a dia, o que eu e muitos chamam de arte. É possível viver da arte e para a arte? Sim, como muitos autores, pintores e músicos do mundo. No meu caso ainda é um mecanismo de distração, que me faz bem. Então é aqui que surge a dica número um:

Não faça da escrita uma obrigação, ou você não conseguirá progredir na escrita –  seja ela para um vestibular, para um relatório, etc. Tudo o que nos faz feliz nos motiva e inspira e isso é muito importante na hora de redigir um texto. Ainda dentro dessa categoria, meu conselho é: escolha para treinar, primeiro, um gênero textual de sua preferência e gosto. Particularmente gosto de narração, então me empenho para evoluir e treinar dentro desse gênero.

Manter-se “antenado” é uma coisa que todo professor de redação prega, principalmente para se passar em um vestibular ou concurso. Vou admitir: não sou uma pessoa que lê jornal com frequência, mas eu me viro nessa parte de atualidades sempre ouvindo o que as pessoas tem a dizer. Isso também é uma coisa importante: ouvir diferentes pontos de vista podem fazer com que você desenvolva o seu próprio.

Esse ano eu parei para pensar sobre os livros distópicos jovem adulto e como eles são benéficos para a reflexão da nossa geração nos dias de hoje. Sempre somos obrigados a fazer as leituras de vestibular, que praticamente todos os estudantes odeiam. Não cabe a mim dizer se concordo com essa imposição de leitura ou não, mas posso dar uma dica que vem a calhar: os livros jovens de hoje (foco especial nas distopias) trazem muita reflexão e de fácil entendimento, diferente dos livros clássicos que requerem uma bagagem muito maior de leitura para serem completamente entendidos. Como podemos fazer uma pessoa a gostar de ler impondo clássicos difíceis, fazendo um aluno ler Machado de Assis logo de primeira? Pode ser que ele goste, mas 90% dos estudantes que conheço leva um susto logo de cara e já chutam o balde. Os livros juvenis e jovem adulto de hoje trazem temas interessantes e atuais, até mesmo a política é tratada de uma forma fácil de entender e traz uma reflexão muito interessante. Não só a política, como também as questões sociais presentes no mundo atual. A leitura não é nenhum bicho e posso assegurar que, se você pretende escrever bem, deve ler pelo menos um pouco. Não dói nada e é super saudável!

Enxergue as coisas de um jeito diferente. Umas das únicas regras que existem na literatura é não acreditar no óbvio. Isso quer dizer que sempre temos que pensar além. Aqui vai um exemplo: no livro Dom Casmurro, a trama gira em volta de Bentinho e Capitu e de sua suposta traição ao moço. Muita gente acha que o ponto da história está nesse contexto, mas vai um pouco além: Machado quer nos mostrar o que está por trás das atitudes e pensamentos e, nesse caso, quer mostrar que o ciúme doentio de uma pessoa pode manipular os pensamentos em sua cabeça. No caso de uma redação de vestibular, busque sempre um foco novo para o tema a ser discutido (sem sair muito da realidade, ok?). Isso se chama originalidade.

E por último, mas não menos importante: treinar sempre. Escrever é assim: 10% coração, 90% treino. Eu já tentei escrever diversos livros e nunca saí do lugar, sempre acabei por deixar a história de lado. Esse ano decidi fazer diferente: vou martelar o mesmo prego até terminar a história, sem me importar se ela ficou boa ou ruim. Assim deve ser qualquer escrita: treinar muito, muito, muito. Com o tempo você nota a diferença que isso faz!

Então essas são as minhas dicas. Você tem mais alguma? Deixe aqui nos comentários!

Beijos e até a próxima,

Mariana

Anúncios

Um comentário sobre “Dicas para escrever melhor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s