(Convidada) Metáforas

tha3

 

 

Temas livres pra mim, muitas vezes me deixam louca, de ansiedade para escrever ou por bloqueio. Vou parecer clichê, mas quando a Mari me convidou pra escrever aqui, fiquei pensando em um assunto que seria digno para um texto, pensei muito e acho que defini, sabe-se lá também o que se passa por aqui.

Pois é, metáforas. Alguns dizem que literatura e livros são inúteis, mas me pergunto o que seria de mim sem eles, sem meus pensamentos coringas, resposta de muitos outros pensamentos escritos que li um dia, talvez não fosse metade do meu ser ou talvez nada do que sei, talvez eu pensaria e não verdadeiramente viveria.

tha1

Primeiramente quando eu penso em metáforas, penso em destino (não sei bem o motivo), e acredito que ele nos coloca de frente em situações que realmente sonhamos em ter, como se fossem uma bela porta aberta, e então apaga as luzes, o caminho é por sua conta, quer dizer, não há certeza de que a porta estará aberta no fim das contas, mas pelo o que amamos, corremos o risco de nos machucarmos. Talvez nesses escuros caminhos podemos encontrar alguns desvios, podemos ainda pensar que desafios e situações difíceis em nossas vidas são pragas que apenas acontecem conosco, mas pense assim:

Uma pessoa pede pra que você tire as rochas do caminho. Você tira todas e então vai facilmente embora porque encontrou o seu caminho. Mas e o outro? Bem, encontrou uma rocha enorme pra tirar e como nunca tirou nem mesmo um pedregulho, para no tempo e empaca. Corre atrás do seu caminho, mas é tarde demais, você já deixou as pedras para trás e o seu “superior” não consegue mais passar.

Pensando assim, nossos problemas só ficam maiores? Crianças não sofrem? Adultos tem razão e adolescentes tem dramas pequenos comparados aos seus? Sim e não. Sim, os seus problemas ficam relativamente “maiores” do que os que teve em SUA vida, mas não por isso, a sua força pode ser gradativamente maior também.

tha2

O motivo pelo qual resolvi escrever sobre metáforas é o nome do blog da Mari “Primeiros Espaços”, que confesso ter demorado algumas visitas para entender que depois dos primeiros passos, vieram os primeiros espaços, sacada de gênio, em geral os nomes dos meus blogs e tumblr eram sempre coisas ou obvias ou letras de musica, ok, ok, mas de qualquer jeito, viu como uma metáfora explicada perde a graça? Parece muito clara depois que alguém te diz, mas bom mesmo é isso, pegar uma frase, texto e principalmente poema e tentar viajar em cima dele, achar o pensamento por trás do que o autor escreveu. E então a minha dica literária é: Toda Poesia de Paulo Leminski (Livro que peguei na biblioteca municipal maravihosa).

tha4

Ele é um livro que espero poder ter na minha estante um dia porque é lindo a cada pagina e é o tipo que você tem vontade de acordar, abrir em um pagina aleatória e ler. E é isso ai (: Beijos

– Thamara Buttros

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s